© Renata Mendes

Escuto. O escutar ecoou.
O que é meu?
O que é do outro?
O que ecoa em mim se torna meu?
O vento sopra, a mente balança. Os medos aparecem e não entendo mais nada.
O que permanece é a dúvida.
O que ecoa em mim não sei se é meu ou do outro.
Escolho escutar. Percebo que escutar é muito mais ver o que o outro está dizendo do que somente palavras entrando nos meus ouvidos.
O que escuto é meu ou do outro?
O que escuto é meu e do outro!
Vejo.
Por muitas vezes não enxergo.
Mudo de lado, fico de ponta cabeça.
Me deito.
Vejo o que sinto ou vejo o que é?
As ondas estão vindo ou indo?
Elas estão me levando.
É isso que vejo.
E só me vejo com o outro.
Voei!